Link

Visite também meu outros blog: http://lirismoplural.blogspot.com/

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

O Aniversário

Esta data de periodicidade anual
Que incorpora a cada ano uma unidade ao tempo de vida
Nos faz recordar toda uma caminhada
Executada e partilhada junto aos nossos

Cada ano transcorrido leva consigo um arsenal de vivências
Experiências boas ou ruins que presenciamos
Tudo que se vive, deve ser assimilado
Para que os erros sejam reduzidos ao máximo que se pode

Triste é o aniversário para quem vive em equilíbrio estático
Ano após ano, conservando os mesmos defeitos
Chagas que corroem e envenenam a própria alma
Apossando-se pouco a pouco de toda a sua essência

Um defeito sempre desenvolve um outro
Que nasce e se torna cada vez mais cruel
Um ano que deveria ser de reforma íntima
Somente trouxe experiências indutoras da própria entropia

O presente material é agradável
Não sejamos hipócritas para negar que o apreciamos
Mas devemos valorizar a essência
Deste mimo que nos é anualmente ofertado

Se alguém nos presenteia
Valorizemos não só o presente em si
Mas a demonstração genuína do outro
De que temos importância afetiva em sua vida

Mais importante que os presentes, são as pessoas
Mais importante que o dinheiro, é o afeto
Mais importante que os elogios banais, são as amizades
Mais importante que a matéria, é a espiritualidade

Espiritualidade é a busca pelo cultivo da essência
E cultivar nossa essência é buscar uma auto-reforma íntima
O aniversário deve simbolizar mais um ano vivido
Rumando em busca da necessária e forçosa evolução do espírito

Fernando Luiz

Um comentário:

  1. Mestre, amei o texto. Perfeito.
    Parabéns. Bjosssssssssssss

    ResponderExcluir