Link

Visite também meu outros blog: http://lirismoplural.blogspot.com/

quinta-feira, 31 de março de 2011

A inveja sentida pelos bons homens

Muitas vezes se pensa
Que alguns são espertos
Por fazerem tudo de maneira duvidosa
E sempre se dar bem

"O mundo é dos espertos" bradam alguns
Despertando a ira de quem trabalha corretamente
Com todos os pingos nos "is"
Não deixando margem à dúvidas de seu caráter

Outras vezes, o homem correto e trabalhador
Sente inveja daqueles que não fazem tanto esforço
Mas recebem as graças
De ter um emprego melhor ou um salário superior

Caraminholas perseguem os pensamentos deste homem
Até então de conduta moral impecável
"Faço tudo direito, como manda a lei e com esforço redobrado
Mas tenho menos posses ou ganho menos que ele"

E muitas vezes o homem correto
Acha que o correto é ser o errado
Perigosa inversão de valores
Que o fará chafurdar na mesma lama que o homem astuto

Pobres homens, cegos de espírito
Tanto falam em Deus e tanto o louvam
Mas na menor contrariedade material
São tapados no que concerne a lembrança de Suas leis

Jesus Cristo já havia dito
"A quem muito foi dado, muito será pedido"
Palavras que passarão despercebidas ao homem trabalhador, porém relapso
Falha que lhe trará falta de fé por esquecimento das reais leis importantes

O homem corrupto usa sua inteligência em benefício próprio
Enganando e ludibriando os outros
Pode até passar ileso perante as leis materias (cegas e parciais como os homens)
Mas jamais escapará da Justiça de Deus, o Pai amoroso que tudo vê e sabe

O homem que recebe graças
Tem uma missão grandiosa
Distribuir seus dons e talentos a serviço da humanidade
Se é omisso em sua missão, ao voltar à sua verdadeira vida (a espiritual) será cobrado

Cegar-se perante os ganhos materiais é situar-se em perigosa cilada
Não inveje o homem que obtém facilidades
Estás trabalhando aqui para alcançar seu tesouro no céu (o verdadeiro tesouro)
O homem que goza o seu tesouro na Terra, nada terá ao chegar aos Planos Superiores

Fernando Luiz

Um comentário:

  1. Serio mesmo, muito bom o texto!!! Sem palavras. Parabéns

    Paulo Marcelo

    ResponderExcluir